Diretor da Roma confirma a contratação de Matías Viña; Palmeiras aguarda

Verdão ainda não dá a transferência do lateral-esquerdo para o clube italiano como certa

A negociação entre Palmeiras e Roma pelo lateral-esquerdo Matías Viña parece perto de ser oficializada.

Em conversa com torcedores nesta terça-feira, Tiago Pinto, diretor esportivo do clube italiano, confirmou que o atleta uruguaio irá para o time dirigido por Jose Mourinho. O Palmeiras, porém, ainda não bate o martelo sobre a transferência.

No Verdão, a negociação é tratada com cautela. O clube confirma ter recebido a proposta dos italianos, mas diz ainda debater o assunto e não ter decidido pela liberação do lateral-esquerdo.

Na última segunda-feira, a negociação para a liberação de Matías Viña avançou, tanto que a diretoria palmeirense já procura por substitutos no mercado. Na manhã desta terça-feira, as conversas entre os representantes dos dois clubes evoluíram para a concretização da transferência, mas ainda há detalhes a serem acertados.

A oferta dos italianos é de 11 milhões de euros (cerca de R$ 68 milhões). O Verdão é dono de 57,5% dos direitos econômicos do uruguaio, que chegou ao clube no início de 2020 e conquistou os títulos do Paulistão, da Copa do Brasil e da Libertadores na temporada passada.

A ideia dos palmeirenses é negociar com o Nacional de Montevidéu, dono da outra parte dos direitos, um acordo que faça o Verdão receber mais do que o percentual previsto na negociação, hoje em 6,3 milhões de euros (R$ 39 milhões).

Nos últimos dias, Viña entrou no segundo tempo da vitória por 3 a 0 contra o Atlético-GO, em Goiânia, no domingo, e treinou normalmente ao lado dos companheiros na reapresentação do elenco, na segunda-feira. O elenco do Verdão volta aos trabalhos na Academia nesta terça.

Por Felipe Zito – São Paulo

Foto – Matías Viña comemora gol do Palmeiras contra o Santos — Foto: Marcos Ribolli.